Teste: qual é o seu propósito de vida - Plenae

Teste: qual é o seu propósito de vida

Sem propósito, a vida se torna vazia e sem graça


Certa vez, tive uma cliente que, quando questionada sobre seus valores mais profundos, parou por um longo tempo, antes que finalmente dissesse: “Essa é a coisa mais assustadora que já me perguntaram”.
Após outra pausa, ela acrescentou: “Não penso nisso há muito, muito tempo” e começou a chorar.

Infelizmente, a experiência da minha cliente não é incomum. É fácil ficar atolado em nossas tarefas e hábitos diários, perdendo de vista o que é mais importante. Como uma engrenagem em uma máquina, podemos funcionar do lado de fora, mas na verdade estamos presos, repetindo os mesmos movimentos antigos, incapazes de mudar ou até mesmo ver uma maneira diferente de viver.

Podemos ter adotado, sem pensar, os valores e objetivos de nossos amigos e familiares, nunca ousando explorar os nossos por medo de que eles se desviem de nossa educação cultural. Ou podemos ter duvidado de nossa capacidade de seguir um caminho diferente, porque não somos inteligentes o suficiente, confiantes o suficiente, bonitos o suficiente ou simplesmente … não o suficiente.

Sem propósito, a vida se torna vazia e sem graça, e é por isso que os valores são essenciais para o meu trabalho com os clientes.

Os que os valores podem fazer por você
Os valores são qualidades escolhidas de ser e agir, como ser carinhoso, confiável, amoroso, leal, honesto e corajoso. Eles podem ser expressos com verbos e advérbios, como ensinar com compaixão e doar com gratidão. No entanto, eles não são objetivos.

Metas são finitas; uma vez alcançadas, você acaba com elas. Os valores, por outro lado, são guias permanentes e contínuos para a vida. Você não pode alcançar um valor; você só pode manifestá-lo agindo de acordo com ele.

Seus valores não apenas indicam onde concentrar seus esforços e energias, mas também fornecem uma nova fonte de motivação. Qualquer dor que você tenha ao longo de sua jornada se torna muito mais fácil de suportar quando está a serviço de seus objetivos e valores. E agir de acordo com os desejos mais profundos do seu coração traz uma sensação de satisfação e vitalidade que nenhuma riqueza material é capaz de igualar.

Quais valores você escolhe são totalmente de sua responsabilidade. No entanto, se você não souber quais podem ser esses valores e como implementá-los, aqui estão algumas etapas úteis.

Como conhecer os desejos mais profundos do seu coração
1. Avalie suas áreas de vida
O exercício a seguir é baseado no Questionário de Vida Valorizada da minha amiga e colega Kelly G. Wilson. Dê uma olhada nas seguintes áreas da vida e avalie sua importância em uma escala de 1 a 10 (1 = menos importante e 10 = muito importante). Lembre-se, isso é para você e mais ninguém. Não há resposta certa ou errada.

– Família (exceto casamento ou parentalidade)
– Casamento / casais / relações íntimas
– Parentalidade
– Amigos / vida social
– Trabalho
– Educação
– Lazer
– Espiritualidade
– Cidadania / vida Comunitária
– Autocuidado físico (dieta, exercício, sono)
– Problemas ambientais
– Arte, expressão criativa e estética

2. Avalie sua consistência
Em seguida, observe as áreas da vida mais uma vez, mas desta vez avalie a si mesmo em termos de quão consistente suas ações têm sido ultimamente com seus valores em cada um desses domínios.

– Família (exceto casamento ou parentalidade)
– Casamento / casais / relações íntimas
– Parentalidade
– Amigos / vida social
– Trabalho
– Educação
– Lazer
– Espiritualidade
– Cidadania / vida comunitária
– Autocuidado físico (dieta, exercício, sono)
– Problemas ambientais
– Arte, expressão criativa e estética

3. Escreva seus valores
Dê uma olhada nas respostas do exercício anterior e identifique os domínios que possuem uma pontuação de alta importância (9 ou 10) e uma pontuação de consistência baixa (6 ou menos). Essas são áreas problemáticas, e sugiro que você inicie seus valores com um deles.

Em seguida, pegue um pedaço de papel e escreva por 10 minutos sobre seus valores em um dos domínios identificados anteriormente. Realmente faça isso – 10 minutos não é muito longo. Você pode se perguntar: “Com o que eu me preocupo nessa área?” Ou “O que eu quero fazer nessa área que reflete esse cuidado?” E “O que devo fazer para manifestar mais esse valor na minha vida?”

A pesquisa mostrou que escrever sobre seus valores tem um efeito mensurável em sua saúde e comportamento. Lembre-se de que isso é apenas o começo. Existem muitas maneiras de se conectar mais profundamente com seu objetivo e viver mais alinhado com seus valores, muitas das quais compartilho em meu novo livro, A Liberated Mind (inédito no Brasil).

Viver de acordo com seus valores não é apenas saber o que importa, mas também como agir de acordo com esses princípios. Não é uma escolha única, mas uma jornada ao longo da vida de escolha e comprometimento. De novo e de novo.

Fonte: Steven C. Hayes*, para Psychology Today
Síntese: Equipe Plenae

Leia o artigo completo aqui.

*Steven C. Hayes é professor de psicologia da Universidade de Nevada, no EUA

Compartilhar: