Coloque em prática

Plenae Drops: Abilio Diniz e o bom envelhecimento

Na segunda edição do Plenae Drops – Especial Longevidade, conheça um pouco sobre a experiência longeva do empresário Abilio Diniz

31 de Outubro de 2020


Encerramos o nosso Outubro Longevo com ele, que é a maior inspiração por trás dos nossos posts: o empresário e idealizador do Plenae - ao lado de Geyze, sua esposa - Abilio Diniz.

Seu episódio, "Comecei a fazer 80 anos com 29" , marca o fim da campanha de longevidade que promovemos ao longo do mês no site e nas redes sociais.

Para ele, "envelhecer é uma certeza, mas envelhecer bem é uma escolha". Abilio revela que começou a se preocupar com o envelhecimento ainda aos 29 anos - e acredita que os jovens todos deveriam estar atentos também.

A vida inteira, o empresário se dedicou aos esportes, que o auxiliaram não só fisicamente, mas também no quesito de foco e determinação, que hoje refletem em outros âmbitos.

Alimentação é também uma preocupação desde sempre, sem se privar de prazeres momentâneos, mas mantendo uma rotina balanceada e sem exageros. A jornada intensa do autoconhecimento foi também uma constante, além do pleno controle de seu estresse e planejamento financeiro.

Por fim, ele ainda ressalta a espiritualidade como sua força interna e o amor como seu principal combustível - tanto o amor pela sua família quanto pelas pequenas coisas que nos movem. “O acaso pode te trazer coisas muito boas, mas também ruins. Prefiro sempre dirigir o carro da minha vida, e nunca ser o passageiro” diz.

E você, como enxerga o seu próprio envelhecimento?

Assista o vídeo a seguir:

Compartilhar:


Coloque em prática

Plenae Drops: Marina Zylberstajn e as redes de apoio

Marina Zylberstajn e suas redes de apoio fazem parte da quarta edição do Plenae Drops, a pausa que o seu dia precisa!

6 de Maio de 2021


Você sabe o que significa rede de apoio na maternidade? Para a psicóloga e pedagoga Marina Zylberstajn, coordenadora do projeto Laços, voltado para o acolhimento de pais e crianças com necessidades especiais, há três dicas principais para entender o conceito e criar uma rede para si.

Ela, que possui um filho com Síndrome de Down, diz que foi imprescindível ter os seus ao seu lado. Em um vídeo curto e recheado de dicas para o Plenae Drops, ela inicia dizendo o quanto a escuta do outro é importante para validar a nossa própria experiência.

Marina ainda reforça que não devemos ter vergonha de pedir ajuda e, quando a situação for contrária, e a nossa ajuda for solicitada, é preciso ir de braços abertos, sem pré-julgamentos e com uma escuta verdadeiramente empática, sem sobrepor a fala do outro com os seus próprios problemas.

Como tem sido a sua experiência de maternidade? Aperte o play e inspire-se! Plenae Drops , a pausa que você precisa.

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais