Para Inspirar

Boas relações familiares protegem a saúde, diz estudo

Relacionamentos com pais e irmãos têm maior impacto sobre a longevidade do que com o cônjuge, segundo pesquisa

2 de Dezembro de 2019


Se você perguntasse a pessoas em relacionamentos românticos qual indivíduo tem maior impacto sobre sua saúde e bem-estar, elas provavelmente apontariam para o parceiro. No entanto, uma nova pesquisa científica publicada no periódico Journal of Family Psychology revelou que os pais e irmãos causam maior peso na saúde de uma pessoa do que seu cônjuge. De acordo com o estudo, tensões familiares podem estar relacionadas a doenças. O oposto também é verdadeiro: o bom relacionamento com pais e irmãos está associado à longevidade. Os pesquisadores estudaram dados de 2.802 pessoas coletados entre 1995 e 2014, com perguntas sobre relações familiares e íntimas. Ao analisar a saúde dos participantes, descobriram que indivíduos com laços familiares tóxicos sofriam de mais doenças, enquanto relacionamentos íntimos - bons ou ruins - não demonstravam grande efeito sobre saúde das pessoas. Esses achados contradizem pesquisas anteriores, que apontaram o casamento como o tipo de relação humana com maior influência no bem-estar dos adultos. Segundo os cientistas, parceiros românticos podem mudar ao longo da vida, mas a família de origem, não. Isso não quer dizer que o cônjuge não tenha qualquer efeito sobre nossa saúde, mas o peso de nossos pais e irmãos parece ser muito mais poderoso. Os pesquisadores recomendam priorizar esses laços e procurar o apoio da terapia familiar, se necessário. "É importante cuidar da relação com a família, especialmente porque elas podem ter sérias consequências para a saúde física", afirmou a principal autora do estudo, Sarah Woods, professora assistente de medicina familiar e comunitária da Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Fonte: Julia Ries, para Vice Síntese: Equipe Plenae Leia o artigo completo aqui .

Compartilhar:


Para Inspirar

A décima segunda temporada do Podcast Plenae está no ar!

Seis episódios com seis nomes de peso - cada um representando um de nossos seis pilares. Você está pronto para esse mergulho?

27 de Maio de 2023


Chegamos a mais uma temporada do Podcast Plenae. A décima segunda, para sermos mais exatos. Quantas águas já rolaram por aqui? Difícil explicar, mas a verdade é que cada um desses mergulhos valeram a pena - e agora, já estamos prontos para mais seis episódios novamente. 

Nessa temporada, iremos conhecer a história da influenciadora Letticia Munniz, que ressignificou a sua relação com o seu corpo, inspirando muitas outras mulheres a fazerem o mesmo. E, por isso, ela representa o pilar Corpo. Em Propósito, a emoção fica por conta do relato do bombeiro e escritor Léo Farah, que narra as cenas difíceis que acompanhou na tragédia de Mariana, em Minas Gerais.

O pilar Contexto será fielmente representado pela empreendedora Fernanda Ribeiro, que traz reflexões sobre os desafios que uma pessoa preta enfrenta para empreender no país; Em Mente, ouviremos atentamente a trajetória do surfista Carlos Burle e conheceremos um lado do esportista que ninguém nunca viu. 

Em Relações, pode preparar o seu lencinho para acompanhar a história de maternidade da Fernanda Fabris, que adotou cinco filhos diferentes e divide esse dia a dia nas redes sociais. Em Espírito, teremos a batalha contra o preconceito que Mariam Chami enfrenta em sua rotina por ser islã. Um tema para lá de desafiador. 

Se você gosta de ouvir podcast no banho, no trânsito, no trabalho e até lavando a louça: não importa. Mas prepare o seu coração antes de apertar o play para deixar essas histórias te abraçarem também. Vamos juntos?

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais