#PlenaeApresenta: Rubinho Barrichello e o autoconhecimento

Rubinho Barrichello como você nunca viu: conheça a trajetória do piloto que o levou a um processo profundo de autoconhecimento

20 de Julho de 2020



O quinto e penúltimo convidado do podcast Plenae, "Histórias para Refletir", é o inspirador Rubinho Barrichello, representando o pilar Mente.

Amplamente conhecido por suas façanhas no automobilismo, o piloto expõe em sua narrativa as dores e as delícias do seu processo de autoconhecimento - e como ele foi crucial por toda a sua carreira. Rubinho relembra momentos marcantes de sua vida, como sua primeira viagem à Itália e a solidão que o acometeu, e também a morte de seu ídolo e amigo, Ayrton Senna.

O que todos esses episódios tem em comum? A força que ele teve que encontrar dentro de si para seguir fazendo o que amava. No final das contas, esse poder veio de dentro de si mesmo e do gerenciamento inteligente de sua mente. "Quando você é atleta, o processo de construir autoconfiança e amor próprio tem que ser contínuo. Eu fiz isso ao longo da minha carreira e continuo fazendo" revela.

Ouça sua história e descubra o poder da mente em suas mais diferentes manifestações, no nosso canal do Spotify

Compartilhar:


#PlenaeApresenta: Fernanda Ribeiro e o empreendedorismo libertador

Apresentamos a empreendedora Fernanda Ribeiro, representante do pilar Contexto na décima segunda temporada do Podcast Plenae.

30 de Maio de 2023



“A jornada de um empreendedor preto é totalmente diferente da jornada de um empreendedor não preto.” É com essa afirmação que a co-fundadora da Conta Black, Fernanda Ribeiro, inicia o seu episódio. Ele marca também outro início: a décima segunda temporada do Podcast Plenae.

Representando o pilar Contexto, Fernanda relembra a infância solitária que a tornou a adulta criativa e independente no futuro. O contraste de estudar em uma escola particular vindo de uma realidade mais simples foi outra chaga em sua trajetória, que poderia ter sido um trauma mas, para ela, se tornou um aprendizado.

Quando se lançou ao mercado de trabalho, conheceu a face feia da Síndrome de Burnout de perto, em uma época onde a doença ainda não era amplamente debatida. Grande parte dessa sobrecarga estressante se dava a um fato que a acompanhou por toda sua vida: a cobrança interna em ser duas vezes melhor do que os demais por conta da sua cor. 

Independente do que fizesse e para onde fosse, Fernanda continuaria negra e, portanto, continuaria representando uma triste minoria em ambientes de trabalho. E esse relato, apesar de ser a respeito de sua trajetória individual, é o retrato de uma realidade muito maior e de tantos outros. Afinal, apesar de corresponderem a mais da metade da população brasileira - 55,8%, mais especificamente, eles ainda ganham menos e sofrem mais com as taxas de desemprego.

Diante dessa situação, Fernanda canalizou sua experiência como mulher negra e como profissional e buscou facilitar e pavimentar caminhos para que outras pessoas negras pudessem também chegar mais longe. E foi por meio do terceiro setor que a sua jornada pessoal começou pra valer.

O resto é história! História essa que você confere no episódio completo de Fernanda, no seu streaming de preferência. Aperte o play e inspire-se! 

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais