Coloque em prática

Como começar a se exercitar - e não desistir do plano

Baixa motivação e falta de companhia não serão impeditivos pra você

11 de Dezembro de 2019


Não há bala de prata que facilite a aderência a um programa de atividade física. Mas as dicas e práticas a seguir ajudarão você a seguir um plano de treinamento, sem necessidade de uma solução mágica.

Escolha algo divertido e comece devagar
As pessoas são mais propensas a aderir a um programa de exercícios quando escolhem uma atividade que desfrutam e aumentam a intensidade aos poucos, de acordo com uma pesquisa realizada por Paddy Ekkekakis, cientista de exercícios da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos.

Portanto, se você sentir que está lutando contra seu corpo enquanto corre, considere mudar para um treinamento de força ou comece a pedalar, por exemplo. E resista ao desejo de treinar pesado da noite para o dia. O ideal é aumentar a dose progressivamente para evitar o desgaste físico e mental.

Apenas apareça
Quando você está com pouca motivação, a melhor coisa que pode fazer para mudar seu estado mental é mudar seu estado físico. Pesquisas de longa data, publicadas pela primeira vez no Journal of Personality and Social Psychology na década de 1980, descobriram que quanto mais você tenta suprimir um pensamento (por exemplo: eu não quero me exercitar hoje), mais forte esse pensamento se torna.

Mas se você simplesmente agir, mesmo que pareça estar se forçando a fazê-lo, a energia e a motivação logo virão.

Não vá sozinho
Em uma análise abrangente publicada na revista Medicine and Science in Sports and Exercise , pesquisadores revisaram mais de 30 estudos em busca de fatores que motivam as pessoas a começar e seguir os programas de exercícios. Um dos motivadores mais fortes que eles encontraram foi ter uma comunidade de apoio.

Quanto a encontrar o parceiro de treinamento ideal, um estudo de 2012 da Universidade do Estado do Kansas revelou que a intensidade e a duração do treino aumentava em até 200% quando as pessoas se exercitavam com alguém de condicionamento físico um pouco maior que o delas.

Não confie na força de vontade
Estudos mostram que quanto mais dependemos da força de vontade (ou seja, do pensamento) para nos levar a atividades desafiadoras, pior é o desempenho e maior o risco de esgotamento. Melhor do que contar com força de vontade é tentar eliminar completamente a necessidade.

No nível macro, isso significa tornar o mais fácil possível chegar à academia, fazendo coisas como arrumar sua mochila na noite anterior ao treino e encontrar lugares para se exercitar perto de sua casa. Em um nível micro, quanto menos pensar que você precisa fazer na academia, melhor.

Seja paciente
O que parece difícil hoje pode não parecer tão desafiador amanhã. Por trás de cada desempenho inovador, há inúmeras horas de trabalho duro e alguém que permanece no caminho certo quando seria mais difícil desistir.

Fonte: Brad Stulberg, para Outside
Síntese: Equipe Plenae
Leia o artigo original aqui.

Compartilhar:


Coloque em prática

Como viajar sem sair de casa

Separamos dicas que vão te transportar para outros lugares mesmo no conforto do seu lar.

20 de Dezembro de 2020


2020 mal chegou e já começa a se despedir. Com a chegada de uma pandemia mundial, nunca ficamos tanto em casa. Apesar dessa reconexão com nosso próprio lar que experimentamos, também ficamos saudosos de poder fazer as malas e ir explorar um novo lugar.

No quarto episódio da terceira temporada do Podcast Plenae - Histórias Para Refletir, conhecemos o estilo de vida da Família Nalu, que consiste em não ter residência fixa, mas sim, estar por todos os cantos, sempre juntos, em busca de novas ondas, novos ares.

Apesar da reconexão com nosso lar, sentimos saudades do desconhecido

Inspirados a viajar, mas ainda respeitando os protocolos de segurança, resolvemos separar dicas que vão te transportar a vários outros lugares sem nem precisar sair de casa. Faça as “malas” e embarque nessa!

Navegando por aí

Você sabia que durante a pandemia, vários dos maiores museus do mundo disponibilizaram seus acervos de forma gratuita e online? O Museu do Louvre , o Museu do Vaticano e até o Museu Britânico : você consegue fazer um tour virtual clicando sobre o nome deles e visitando seus sites.

O velho e bom Google também pode te ajudar! Não, você não verá apenas imagens estáticas na busca comum. A experiência é melhor e mais detalhada se você baixar o aplicativo (ou simplesmente visitar este site ) do Arts & Culture, que reúne artigos e curiosidades sobre as mais diferentes coleções e museus do mundo!

Se o seu turismo é mais urbano e não tanto sobre museu, o Google também pode te ajudar! Baixe o aplicativo do Google Earth (ou clique aqui para usar no navegador) e conheça virtualmente aquele destino dos sonhos com riqueza de detalhes!

Quando estiver por lá, arraste o bonequinho amarelo para a rua que você quer visitar e comece a passear. Este artigo separou ainda outras dicas de funcionalidades dessa ferramenta. Fique de olho também em câmeras espalhadas por cidades de todo o mundo. Você confere algumas delas aqui .

Navegar na internet é uma forma de navegar pelo mundo também

E tem para os aventureiros também: os parques de Orlando preparam uma experiência para que você conheça não só os parques como também a cidade, tudo em um só site . Isso pode te ajudar até mesmo a planejar sua próxima viagem - dessa vez presencial - com mais exatidão.

Não se esqueça ainda do Youtube! Por lá, você encontra os principais canais voltados para o turismo clicando nesse link aqui , baseado no que o algoritmo da própria plataforma separa como imperdível e destaque. Este blog também separou dicas incríveis de canais para você conhecer.

Na televisão, você encontrará sites como o Canal Off , Discovery Channel, Travel Channel que possuem programações inteiras voltadas para o assunto. Já o GNT e o Multishow possuem programas específicos em sua grade que também entregam conteúdo turístico de alta qualidade, como Vai Pra Onde?, Pedro Pelo Mundo e Lugar Incomum.

A boa e velha televisão ainda reserva a magia de te teletransportar

Outras experiências

Mas nem todas as experiências precisam ser tão multimídias assim. Às vezes, somente uma foto é capaz de te levar para outro lugar. Sites como National Geographic ou a agência fotográfica Magnum Fotos e também contas no Instagram de viajantes natos (para isso, confira essa lista ), podem ser uma opção.

Se tratando de fotos, você ainda pode navegar pelas suas próprias fotos de antigas viagens. Sabe aquele álbum que você sempre quis fazer e nunca teve tempo? A hora é agora! Separe um tempinho e eternize suas lembranças, seja em um álbum físico ou em um álbum online.

Para a segunda opção, que tal usar o Pinterest ? O aplicativo - que também é site - conhecido há anos por reunir belas imagens de diferentes universos, pode funcionar como seu álbum particular e também de seus seguidores, que irão se inspirar com os seus cliques!

Se você gosta de ouvir relatos, então deve ficar ligado nos Podcasts, modelo que vem trazendo cada vez mais novidades. Este artigo separou boas dicas de podcasts que trazem a temática do turismo, mas você tem também a opção de descobrir nomes originais pesquisando na lupa do seu próprio aplicativo de streaming.

Não tire os fones! Cansou dos podcasts? Viaje para outras culturas e de quebra pratique seu idioma ouvindo rádios de outros países. Neste site você consegue ouvir frequências de todo o mundo, mas há aplicativos que fazem isso por você também, como o 80000+ Free FM Station e o Audials . E não se esqueça também de procurar por “sons do mar” ou “do campo” para relaxar!

Coloque seus fones e prepare-se para viajar!

Ouça tudo isso enquanto cozinha um prato típico de alguma região bem exótica. Assim você ativa ainda outro sentido muito importante e presente nas nossas viagens: o paladar! Você encontra receitas de todo mundo em uma simples busca no Google ou em livros específicos que são facilmente encontrados também.

Aliás, livros e filmes dispensam comentários sobre o seu poder de teletransporte. Mergulhe de cabeça em títulos que se passam em um lugar específico e viajam por ele. Aqui, vale repetir a dose - seja do destino retratado no filme, ou mesmo na escolha da obra.

Pronto! Viu só como é possível viajar sem sair de casa, e o melhor, gastando pouco? Já dá para ter um gostinho e ir planejando o roteiro do seu próximo destino enquanto você se protege. Aproveite e comente em nosso Instagram caso coloque alguma dessas dicas em prática!

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais