Para Inspirar

A oitava temporada do Podcast Plenae está no ar!

Mais seis histórias para você mergulhar e descobrir, por meio da trajetória do outro, os caminhos para a sua própria!

15 de Maio de 2022


Você está pronto(a) para descobrir o que nossos convidados têm para contar e, assim, inspirar-se com verdadeiras histórias de transformação? Então, prepare-se! Vem aí, a nova temporada do Podcast Plenae - Histórias para Refletir! São seis episódios inéditos com relatos e experiências de vida que convidam você a refletir sobre diferentes temas sob cada um de nossos pilares: Corpo, Mente, Espírito, Relações, Contexto e Propósito.

Às vezes, é importante descobrir o que se passa na história do outro para enxergar como é possível tornar a sua ainda melhor! Eles nos contam sobre os principais desafios ao longo de suas carreiras, o poder das escolhas e de como souberam lidar com cada mudança.

E quem são eles, afinal?  Abrindo os trabalhos, temos o pilar Contexto sendo representado pelo autor de sucesso, Itamar Vieira, que conta quais foram os caminhos que ele trilhou antes de lançar o seu best-seller.

Na sequência, navegaremos com Tamara Klink, que conduz o pilar Mente em seu emocionante relato de quando, aos 24 anos, ela se lançou ao mar e encontrou não só desafios náuticos, mas também os desafios da solidão.

Em Relações, o chef Henrique Fogaça como você nunca viu! Sua versão pai dedicado e determinado a trazer mais conforto para a vida de sua filha, Olívia, que possui uma síndrome nunca diagnosticada, é o enredo desse emocionante episódio.

Na ponta do pé, a bailarina Ingrid Silva é a responsável pelo episódio de Corpo, mas mais do que falar sobre o estilo clássico de dança, ela vai falar sobre representatividade e resiliência. 

O jornalista Boris Casoy é o representante do pilar Propósito, no quinto episódio dessa temporada. Aos 80 anos ele se matriculou em Medicina Veterinária, movido pela crença de que ficar parado é abrir as portas para a depressão.

Encerramos essa temporada com a empreendedora Renata Rocha, representante de Espírito. Como a espiritualidade impulsionou sua vida pessoal e profissional, permeando em todos os aspectos? É o que você vai descobrir nesse episódio! 

Você está preparado para mais esse mergulho? Fique ligado em nossas redes sociais, pois o início dessa temporada está cada vez mais perto! Ajeite-se confortavelmente, escolha seu fone e seu streaming de preferência e prepare-se para mais uma dose de inspiração!

Compartilhar:


O último fôlego

A linha de chegada já é visível sem que seja preciso apertar os olhos para enxergá-la.

14 de Dezembro de 2023


A linha de chegada já é visível sem que seja preciso apertar os olhos para enxergá-la. Está ali, bem pertinho: o fim do ano não é mais uma impressão e sim uma realidade. Cruzaremos essa linha e então 2024 estará entre nós, cheio de promessas e expectativas como todo novo ciclo que se inicia. 

Apesar desse cheiro doce de esperança que se espalha pelo ar nesse período, há um outro sentimento, sutil como uma névoa, que pode estar escondido nas entrelinhas: a frustração. Aquela sensação de que foram poucos meses para tantos planos e que algumas metas ficarão novamente para o próximo ano.

A boa notícia é que praticamente nenhuma experiência humana é individual. Ou seja, muitos de nós já sentimos isso, às vezes mais de uma vez, e você não está sozinho nessa. A má notícia é que de fato, você é o único representante dos seus sonhos na face da terra, como cantou Emicida. Para dar aquele check satisfatório ao lado de um objetivo, é preciso reanimar um foco que mora dentro de você, em algum lugar, e está somente adormecido. 

Todos os sentimentos são legítimos e devem ser abraçados - inclusive os negativos. Faça as pazes com essa frustração, converse com ela, convide-a para um chá, mas não deixe que ela fique aí para passar a noite. Entenda que você fez o melhor que pôde e, em tempos difíceis, isso pode significar somente tocar a vida que já se conhece.

Aproveite esse último fôlego do ano para se recompor e se organizar pro que virá pela frente. Acredite: reescrever uma meta é sinal de que ela é importante para você. Caso contrário, você já teria desistido dela há muito. E é essa importância que será a sua mola propulsora, te lançando rumo a todos os seus objetivos. Respire fundo e deixe-se lançar! 

O último fôlego O último fôlego O último fôlego O último fôlego

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais