Memórias de uma doce infância

Você se lembra? De um tempo sem despertadores, de sentir o gostinho de uma manhã sem preocupações

14 de Julho de 2023


Você se lembra? De um tempo sem despertadores, de sentir o gostinho de uma manhã sem preocupações, de comer um pedaço de bolo ainda pela manhã, em frente à televisão, na companhia dos seus desenhos favoritos; Do cheiro do seu prato favorito sendo feito ali, naquele momento, anunciando mais um almoço que seria delicioso.

Você se lembra? Do cochilo após o almoço pra descansar de uma vida onde era tudo mais simples, do lanche da tarde que vinha logo em seguida desse cochilo e como tudo, absolutamente tudo parecia imensamente mais saboroso. De como essas tardes eram preenchidas por uma imaginação sem fim, que parecia não se esgotar. 

Você se lembra? Dos amigos em casa sem hora pra ir embora, das brincadeiras que pareciam infinitas e das amizades que pareciam eternas. Das primeiras paixões, que nessa época, ficavam ainda mais afloradas, afinal, não haviam distrações se não a própria rotina. 

Você se lembra? Das noites de filme, cabaninhas, pipocas e o sono que chegava de repente, ainda no sofá. Mas que mágica era essa de dormir na sala e acordar sempre na cama? Você se lembra das paisagens na estrada, de perguntar "já tá chegando?". Você se lembra dos castelos de areia e da praia que, mesmo no inverno, tem o seu cheirinho específico?

Estamos falando da infância, das lembranças tão características que nos remetem a uma outra época, onde o brincar era parte das obrigações diárias. Quando o mundo era uma infinita fonte de descobertas e o céu o limite da imaginação! Quais são suas lembranças desse doce período?

Memórias de uma doce infância Memórias de uma doce infância Memórias de uma doce infância Memórias de uma doce infância

Compartilhar:


Para Inspirar

Evento Plenae: A importância do propósito de vida

Abilio abriu o evento falando sobre a importância de se ter um propósito claro para garantir uma vida longa e saudável. Afinal, se envelhecer não é opção, fazê-lo com qualidade é.

11 de Junho de 2018


O empresário Abilio Diniz, 81 anos, compartilhou sua história de vida no lançamento oficial do Plenae – plataforma digital gratuita que criou para disseminar práticas e hábitos de vida mais saudáveis para todas as pessoas. Dono de uma trajetória admirável, marcada por estar sempre começando algo novo, independentemente do tempo e da idade. O evento aconteceu no Teatro Santander, em São Paulo, em maio de 2018, e contou com uma série de convidados especiais, pesquisadores e especialistas que também subiram ao palco para dividir conhecimentos.
Abilio abriu o evento falando sobre a importância de se ter um propósito claro para garantir uma vida longa e saudável. Afinal, se envelhecer não é opção, fazê-lo com qualidade é. “Temos de pensar que podemos existir entre 7 bilhões, mas somos únicos. Nós determinamos aquilo que queremos ser. Nós traçamos nosso caminho, desenvolvemos nossa trajetória.” Abilio contou que desde pequeno tinha o sonho de fazer alguma coisa diferente, em que fosse o melhor. Tinha o sonho “de ser um vencedor". Quando criança, planejava defender um pênalti no Estádio do Maracanã – o maior do País –, no Rio de Janeiro, lotado. Adulto, trocou o sonho do futebol pelo de dirigir uma grande empresa. Realização que veio quando assumiu o comando da rede Pão de Açúcar. “Ter perspectiva também é importante. De nada adianta traçar metas a longo prazo e abandoná-las por um sucesso momentâneo ou pelo medo do fracasso”, de acordo com o empresário. “É importante que a gente não se deixe balançar pelos fatos que vão acontecendo na vida.” “Tem de decidir o que se deseja e lutar por isso.” O slogan pessoal dele é “ser hoje melhor que fui ontem e amanhã melhor do que fui hoje”. Ele também afirma que conflitos e entraves sempre vão existir, que o mais importante é não guardar rancor e seguir em frente. Felicidade. Como exemplo, lembra a todos da saída dele do comando do conselho da BRF, dona da Sadia e da Perdigão, desencadeada pelos desentendimentos com os sócios. “O segredo da felicidade”, diz, “é focar menos em conflitos como esse que nos momentos singelos, como o prazer de assistir a um jogo de futebol com seu filho mais novo.” Equilíbrio. Outro ponto que Abilio destaca é a necessidade de se manter os papeis e atividades em equilíbrio. Quando alguma área decepciona, é possível apoiar-se nas outras enquanto se reestrutura a abalada. Para isso, é necessário o aprendizado constante. “Aprender é se abrir para o novo. Ter consciência de que ninguém sabe tudo. Ser humilde e respeitoso. Saber ouvir e compartilhar com os outros é fundamental.” Ele fala do prazer e da importância de compartilhar, de sentir que se está fazendo alguma coisa pelo outro. Fé. A espiritualidade tem um papel importante na vida de Abilio, mas ele diz que não adianta ficar na dependência de Deus para tudo. “Antes de pedir, é necessário garantir que você já tenha cumprido sua parte. Deus tem sido um amigão para mim, mas peço a ele apenas que proteja minha saúde e a dos familiares, que o restante eu mesmo vou buscar.” Foi da ideia de retribuir o que tem recebido da vida que surgiu a concepção da plataforma. No ano passado, quando comemorou 80 anos, realizou um evento sobre longevidade e bem-estar em Sintra, Portugal. Já era o embrião do Plenae. “Espero que todas as pessoas possam acessar e buscar ali (na plataforma) coisas que sejam importantes para suas vidas.” Assista a palestra na íntegra aqui.

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais