#PlenaeApresenta: Isabella Fiorentino e a fé como aliada

Isabella Fiorentino conta como sua fé foi poderosa aliada durante a sua gravidez delicada de trigêmeos, o parto prematuro e os dias de UTI

22 de Março de 2021


Representando o pilar Espírito, conheça a história de fé da modelo Isabella Fiorentino na quarta temporada do Podcast Plenae - Histórias Para Refletir. Para ela, religião é algo que se sente, e não é preciso estar sempre em busca de sentido.

Foi pensando assim que, aos 17 anos, ela consegue superar a morte precoce de seu irmão mais novo, vítima de leucemia, assim como sua mãe e toda a sua família, católicos extremamente praticantes. Esse episódio, apesar de traumático, revela-se um divisor de águas pois, ao conhecer de perto a potência que crer em Deus tinha em sua vida, ela nunca mais abandonou.

Isabella cresceu e tornou-se uma modelo reconhecida internacionalmente. Fez viagens, rodou o mundo, mas nunca deixou de mergulhar em si mesmo e em sua espiritualidade, mesmo quando as pessoas ao seu redor pareciam não ligar ou até achavam graça desse seu comprometimento.

O sonho de ser mãe foi também o responsável por fazê-la superar a anorexia, condição que pode prejudicar a fertilidade da mulher futuramente, dentre outros malefícios para a saúde. Uma vez casada e decidida de que esse seria seu objetivo principal, Isabella passou a tentar engravidar, mas por muito tempo, sem sucesso.

Quando ela já se via desistindo e adiando seus planos, o destino se encarregou de realizar o seu sonho. O que ela não imaginava, é que ele seria em dose tripla! Isabella engravidou de trigêmeos e enfrentou uma gestação delicada desde o princípio, mas encontrou em Deus um parceiro para segurar a mão e ir em frente.

Em um parto prematuro, seus três filhos nasceram - um deles, com menos de 1kg - e a jornada da UTI neonatal começou. Em dias intermináveis de idas e vindas do hospital para casa, a modelo nunca se deixou questionar o porquê dos acontecimentos, e nem tampouco colocou-se em posição de vítima e ficou se lamentando.

Isabella entendeu que aquela seria uma jornada sua, pessoal, de fortalecimento como mãe e como católica. Após três meses intensos, ela enfim pôde ter seus filhos em casa, com a certeza de ter saído de toda a experiência ainda mais forte e próxima do divino.

Hoje, ela passa esses mesmos ensinamentos e valores aos pequenos Bernardo, Lorenzo e Nicholas, que já vivenciam ainda na infância o poder da gratidão e a busca eterna em sermos sempre nossa melhor versão.

Confira mais dessa delicada narrativa de Isabella Fiorentino na quarta temporada do Podcast Plenae - Histórias Para Refletir, disponível em seu aplicativo de streaming.


Comentários


Faça seu cadastro e passe a receber mensalmente nossa Newsletter!

Ao se inscrever você concorda com os termos de consentimento e política de privacidade