#PlenaeApresenta: Lorrane Silva e o riso como remédio

Com a leveza do humor, a psicóloga Lorrane Silva ganhou as redes sociais como "Pequena Lo", fazendo do riso o seu remédio

21 de Junho de 2021



Você é capaz de rir de si mesmo? Representando o pilar Corpo , na quinta temporada do Podcast Plenae, conhecemos um pouco mais sobre a leveza com que Lorrane Silva leva a sua vida, a despeito de seus problemas. Fenômeno nacional na internet, a “Pequena Lo” nasceu com uma condição até hoje não esclarecida pela ciência, responsável por encurtar seus membros.

Sua infância foi marcada por cirurgias, fisioterapias e exames. Apesar disso, ela diz ter sido incentivada sempre pelos seus pais a levar uma vida normal, e isso já era colocado em prática na infância, quando ao lado de seus primos, corria e brincava de forma natural.

Aos 11 anos, Lorrane coloca um pino em seu quadril e passa a usar muletas. O que poderia ser um problema paralisante e desmotivador para uns, ela “tirou de letra” como descreve. A adaptação foi rápida e espontânea, e suas muletas - assim como cadeira de rodas - fazem parte de sua rotina até hoje.

Comunicativa e sociável, a humorista fez amigos por onde passou. O humor, aliás, é um dom que a acompanha desde criança, quando fazia shows cômico particulares para sua família, incentivada pelo seu pai, também bem-humorado. Seus primeiros vídeos só foram gravados por incentivo de um primo, que não podia prever o sucesso que ela se tornaria.

Mas até abraçar a carreira do humor e das mídias sociais de vez, ela ainda foi para a faculdade e se formou em psicologia, onde ela conta ter se descoberto e aprendido muito sobre si, sem deixar nem por um minuto de se divertir. É claro que sua vida contou também com episódios de capacitismo, os quais ela admite levar, em sua maioria, tranquilamente, mas por vezes se chatear.

Ela, que sempre faz rir com esquetes de humor em suas contas na internet, também nos fez refletir e ficarmos emocionados em seu episódio para a quinta temporada do Podcast Plenae. Aperte o play e inspire-se!

Compartilhar:


#PlenaeApresenta: Thaís Bastos e a maternidade nua e crua

Na décima temporada do Podcast Plenae, inspire-se com a maternidade sincera de Thaís Bastos.

13 de Novembro de 2022



Toda relação é complexa - isso é parte da vivência humana. Dentre elas, a maternidade é, muitas vezes, romantizada. E é preciso falar sobre isso. O período que para muitas pode ser um sonho, para outras, há desafios emocionais envolvidos praticamente intransponíveis. Nesse momento, é crucial deixar de lado todos os tabus e preconceitos para servir de rede de apoio a uma mulher potencialmente fragilizada. 


Thaís Bastos, mãe de 4 filhos, foi pega de surpresa pelo próprio emocional quando se viu com depressão pós-parto. Como é possível sentir um turbilhão de emoções que te jogam para baixo em um momento que deveria ser de pura alegria, segundo o senso comum?


Isso acontece pois trata-se de uma experiência individual, tanto química quanto emocional. O corpo da mulher vai responder diferente para cada uma delas - ou cada uma das gestações, como foi o caso de Thaís. Falar sobre isso é importante, pois pode ajudar outras que se encontram na mesma situação. 


E foi isso que Thaís fez com bravura e doçura na mesma medida, dividindo seu relato íntimo para acolher todos os ouvintes que possam estar passando pelo mesmo. Entre nessa história sem julgamentos e de coração aberto. Aperte o play e inspire-se!

Compartilhar:


Inscreva-se na nossa Newsletter!

Inscreva-se na nossa Newsletter!


Seu encontro marcado todo mês com muito bem-estar e qualidade de vida!

Grau Plenae

Para empresas
Utilizamos cookies com base em nossos interesses legítimos, para melhorar o desempenho do site, analisar como você interage com ele, personalizar o conteúdo que você recebe e medir a eficácia de nossos anúncios. Caso queira saber mais sobre os cookies que utilizamos, por favor acesse nossa Política de Privacidade.
Quero Saber Mais