Para Inspirar

Prática religiosa baixa risco de doenças

Mais de 100 estudos sugerem que a oração regular, a meditação e a conexão com a comunidade religiosa pode melhorar, em muito, a saúde do corpo.

17 de Julho de 2018


Mais de 100 estudos sugerem que a oração regular, a meditação e a conexão com a comunidade religiosa pode melhorar, em muito, a saúde do corpo. “Todos os aspectos da saúde estão relacionados à devoção religiosa”, disse Harold Koenig, diretor do Centro de Espiritualidade da Duke University. “Importa menos qual a religião adotada do que o tamanho da prática religiosa durante a vida.”

Conheça sete das alterações positivas possíveis:

    1. Baixa a pressão arterial; aumenta as funções imunológicas.
    1. Melhora o sono e acelera a recuperação de uma doença.
    1. Reduz as chances de distúrbios cardíacos.
    1. Diminui os riscos para o desenvolvimento de câncer.
    1. Pode espessar o córtex cerebral, deixando-o mais apto a se defender contra a depressão, revelou um estudo da Universidade Columbia de 2013.
    1. Diminui em 29% as chances de passar a ser fumante. O tabagismo é a principal causa de morte evitável.
  1. Baixa em 45% a tendência de alcoolismo – a terceira principal causa de morte evitável, de acordo com pesquisas da Koenig e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças.
Leia o artigo completo aqui. Fonte: The Villages Daily Sun Síntese: Equipe Plenae

Comentários


Faça seu cadastro e passe a receber mensalmente nossa Newsletter!

Ao se inscrever você concorda com os termos de consentimento e política de privacidade